600 mil testes para o MA contra avanço da cepa indiana, afirma Governo Bolsonaro

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, divulgou que serão enviados no domingo (23) 600 mil testes de coronavírus ao Maranhão, a tentativa é de fazer uma busca ativa e conter uma possível disseminação da cepa indiana, detectada em seis tripulantes de um navio atracado em São Luís.

Não há indícios da transmissão comunitária da nova variante no país, afirma o ministro, embora tenha sido registrado um caso da variante indiana no Brasil, de um passageiro de um navio que vinha da Índia e desembarcou no Maranhão, conforme o paciente foi entubado e encontra-se em estado grave e hospitalizado no Maranhão. A transmissão comunitária é uma modalidade de circulação na qual as autoridades de saúde não conseguem mais rastrear o primeiro paciente que originou as cadeias de infecção, ou quando esta já envolve mais de cinco gerações de pessoas.

 

“O Ministério da Saúde, no intuito de aumentar o controle e a eficiência dessas medidas de bloqueio, vai encaminhar 600 mil unidades de testes rápidos para o estado do Maranhão para que se faça um bloqueio de pacientes, de passageiros nos aeroportos e nas fronteiras do estado”, ressaltou.

Queiroga ainda disse: “A prioridade é o Maranhão por motivos óbvios, queremos impedir uma eventual propagação dessa variante. Ainda não está comprovada sua transmissão comunitária”.