Alegria que durou pouco: “Saldo” de R$ 5 bilhões em conta de idosa era negativo

A norte-americana Julia Yonkowski, que ficou surpresa com um saldo de quase 1 bilhão de dólares (R$ 4,95 bilhões) em extrato bancário da sua conta no sábado (19), na verdade nunca teve esse valor na sua conta. Na verdade, de acordo com o banco, a situação era justamente a inversa, o valor era negativo.

De acordo com um representante do Chase Bank, o saldo visto no extrato de Julia não era positivo, mas sim um saldo negativo que foi listado como sendo de quase 1 bilhão de dólares, o equivalente a quase R$ 5 bilhões na cotação atual. O funcionário do banco explicou que esse é um método de prevenção de fraude usado para congelar uma conta.

 

”Meu Deus, eu fiquei horrorizada. Sei que a maioria das pessoas pensaria que ganhou na loteria, mas fiquei horrorizada”, disse Julia à rede de TV quando viu o saldo em um primeiro momento, achando que os números a transformavam numa bilionária.

Na terça-feira (22), Julia tomou conhecimento a respeito do procedimento de tornar uma conta bloqueada com saldo negativo. A conta dela era usada em conjunto com seu marido, que morreu recentemente, fato que foi comunicado ao Chase Bank.

Por sua vez, o banco disse que a mulher foi sinalizada sobre a necessidade de regularizar a situação, mesmo que ela tenha virado a única proprietária da conta “por meio de sobrevivência” após a morte do marido. O banco afirmou que as pessoas são obrigadas a entregar a documentação adequada em uma situação como essa para evitar o congelamento da conta bancária conjunta.