Álvaro Dias fala em obstruir trabalhos se Mendonça não for sabatinado

Líder da 3ª maior bancada do Senado disse que se Alcolumbre não pautar a sabatina do ex-AGU não haverá espaço para deliberar matéria alguma

 

O líder do Podemos no Senado Federal, Álvaro Dias (PR), afirmou, nesta quarta-feira (17/11), que o partido poderá obstruir os trabalhos na Casa, no caso de nova recusa do presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), Davi Alcolumbre (DEM-AP), em pautar a sabatina de André Mendonça para vaga de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Dias afirmou que, caso a sabatina do nome indicado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não ocorra até 30 de novembro, “não haverá espaço para deliberar sobre matéria alguma”.

“Se nós não deliberarmos sobre a sabatina no prazo estabelecido, nós teremos que obstruir os trabalhos do Senado. Acho que isso é uma questão de honra para todos nós”, defendeu o senador.

O Podemos tem a terceira maior bancada do Senado Federal, com 9 parlamentares. Está atrás apenas do MDB e PSD, que possuem, respectivamente, 15 e 12 senadores.

Mesmo pressionado por membros da CCJ e por outros senadores a pautar a sabatina, Alcolumbre não dá sinais de que cederá tão cedo. Para esta semana, por exemplo, o democrata decidiu que o colegiado focaria apenas na análise de projetos de lei, ignorando o pleito dos demais colegas parlamentares. O amapaense nem mesmo presidiu a sessão desta quarta.