Aparecida do Norte deve receber mais de 30 mil pessoas no feriado, diz prefeito

Segundo Luiz Carlos de Siqueira, número ainda é baixo, quando comparado a épocas de normalidade, como antes da pandemia; ele destaca que a cidade está bem preparada e seguindo protocolos de saúde

Em entrevista ao Jornal da Manhã, o prefeito da cidade de Aparecida do Norte (SP), Luiz Carlos de Siqueira (Podemos), falou sobre a preparação para receber romeiros de todo o Brasil neste 12 de outubro, feriado de Nossa Senhora de Aparecida. Depois de um ano e meio da pandemia da Covid-19, a cidade prevê receber mais de 30 mil pessoas. Apesar do número ser alto, segundo o prefeito ainda está longe da realidade normal do município que, segundo ele, antes da pandemia recebia mais de um milhão de visitantes todos os meses, contabilizando de 12 a 13 milhões no ano. Siqueira afirma ainda que todos os protocolos sanitários contra o novo coronavírus estão sendo seguidos e que a prefeitura está fiscalizando o uso de máscaras e tentando evitar aglomerações, principalmente nos pontos turísticos, como é o caso do Santuário de Aparecida.

“A nossa cidade sempre esteve relativamente preparada para receber 150, 200, 250 mil pessoas, que é o normal nos finais de semana, ao longo dos últimos anos. Evidentemente, com todo o protocolo da Covid-19, o movimento vem aumentando gradativamente. Nós tivemos entre sexta, sábado e domingo, uma grande quantidade de peregrinos. Entre hoje e amanhã, existe uma perspectiva de ter um pouco mais de 30 mil, mas isso a gente considera como um movimento relativamente médio para baixo. Mas estamos, sim, preparados na segurança, na saúde, com cumprimento do protocolo da Covid-19. A gente tem colocado fiscalização e tem orientado o comércio, os hotéis, para que cumpram rigidamente os protocolos do uso de máscaras, álcool em gel e distanciamento e tudo o mais (…) Para falar que estamos sistematicamente em cima, para evitar aglomerações, eu teria que enganar as pessoas, e eu não vou. Mas a gente tem se esforçado e orientado, o pessoal nosso está nas ruas, de manhã, de tarde e de noite. Eu acho que as coisas estão indo relativamente bem”, afirmou Siqueira.

Sobre a quantidade de pessoas esperadas na cidade neste feriado, o prefeito explicou que o número ainda é baixo. Mesmo assim, para ele, os turistas que já estão na cidade se emocionam por voltarem ao município. “Aparecida recebe 12 a 13 milhões de visitantes ao ano, de 1 milhão a 1,2 milhão ao mês. E, hoje, estamos muito longe disso, porque ainda há um medo na sociedade como um todo. Mas o que eu posso deixar claro aos brasileiros é que a gente está tomando cuidado. Sou um prefeito diferente, vivo na rua, eu não tenho esse protocolo de prefeito. Eu gosto de interagir com as pessoas. Ontem mesmo estive com dezenas e dezenas e dezenas de peregrinos. Eles demonstram uma alegria muito grande por estarem em Aparecida novamente. As pessoas gostam de vir aqui todos os anos. Há famílias que vem duas a três vezes no ano. Mas a volta ainda é lenta. Está muito longe da nossa realidade”, disse. Para o prefeito, Aparecida ainda é uma cidade traumatizada pelos impactos da pandemia e a sua recuperação deverá ocorrer a passos lentos, com fomento na economia e no social. “O rastro que o pior momento da Covid-19 deixou na cidade é o rastro do subjulgamento, da vulnerabilidade social. Isso demanda um certo tempo para ser resgatado”, finalizou.