“Atividade essencial é toda aquela necessária para o chefe de família levar o pão pra dentro de casa”, diz Bolsonaro

Na tarde desta quinta-feira (04), o presidente Jair Bolsonaro voltou a criticar a adoção de medidas mais restritivas imposta por governadores e prefeitos para tentar conter a pandemia da Covid-19.

A declaração de Bolsonaro foi dada durante agenda no interior do Estado de Goiás.

“Nós temos que enfrentar os nossos problemas. Chega de frescura e de ‘mimimi’. Vamos ficar chorando até quando? Onde vai parar o Brasil se nós pararmos?”, disse.

“Temos que ter coragem para enfrentar os problemas. Já que me foi castrada a autoridade, repensem a política do fecha tudo. Venham para o meio do povo, conversem com o povo. Vamos combater o vírus, mas não de forma ignorante, burra e suicida. Até quando vamos ficar dentro de casa? Até quando vai se fechar tudo? Ninguém aguenta mais isso. Lamentamos as mortes, repito, mas tem que ter uma solução. Eu fui eleito para comandar o Brasil. Espero que esse poder me seja restabelecido”, continuou.