“Barroso apavorou parlamentares contra o voto impresso auditável”, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro disse que o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luís Roberto Barroso, “apavorou” parlamentares a se posicionarem contra o voto impresso auditável.

Bolsonaro lembrou, na entrevista, que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), definiu que a questão será decidida em plenário da Casa, apesar de ter sido derrotada na comissão especial. Apesar disso, ele admitiu que a proposta deve ser derrotada.

“Mas tivemos uma negociação antes, um acordo. E vai ser derrotada a proposta, porque o Ministro Barroso apavorou alguns parlamentares e tem parlamentar que deve alguma coisa na Justiça, deve no Supremo, né?”, apontou.

“Então, o Barroso apavorou. Ele foi para dentro do Parlamento fazer reuniões com lideranças praticamente exigindo que o Congresso não aprovasse o voto impresso”, disse o presidente em entrevista à rádio Brado, da Bahia. Terra Brasil