Bia Kicis: Moro nunca teve afinidade ideológica com Bolsonaro

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, durante entrevista coletiva, para divulgar o Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias (Infopen) de 2019.

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) disse nesta quinta-feira, 25, que Sergio Moro, ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e ex-juiz da Lava Jato, “nunca teve afinidade ideológica” com o presidente Jair Bolsonaro 

 

“Ele se coloca mais como uma pessoa progressista, uma pessoa que pode ser favorável ao aborto, a liberação de drogas, talvez, mas é contra o desarmamento”, afirmou, em entrevistaà TV Gazeta.

Bia Kicis confirmou que deve se filiar ao PL: “Não havendo nenhum tipo de problema, as coisas caminhando bem, a minha intenção é estar junto do presidente e trazer o máximo de deputados da base do presidente para que passamos, realmente, fazer a diferença no parlamento”.

“Hoje em dia só tem partido da esquerda, da extrema-esquerda ou de centro. Não tem mais partido da direita. O que queremos é poder formar partidos de direita e, para isso, temos que usar os partidos que tem. Agora, vindo vários deputados conservadores, é claro que este partido vai ficar com um espectro mais à direita”, afirmou.

Ela confirmou ter intenção de disputar o Senado, mas disse que isso “vai depender muito do grupo em que eu estarei colocada. Acho que na política a gente percebe que não adianta querer jogar sozinho”.

“Eu tenho pretensões ao Senado, sim, mas, para isso, seria necessário, por exemplo, que a ministra Flávia Arruda se lançasse ao governo do Distrito Federal. Essa conversa vai ser feita em grupo. O que eu acho mais importante é que a gente consiga fortalecer este grupo de apoio ao presidente”, declarou.terra Brasil