Bolsonaro defende voto impresso para “evitar fraudes nas eleições”

O presidente Jair Bolsonaro durante cerimônia de posse do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, no Palácio do Planalto.

O modelo atual de votos no Brasil é bastante questionado. Diversos testes já foram realizados e o modelo seguido pelo país é considerado vulnerável a fraudes. O presidente Jair Bolsonaro questionou o uso das urnas e voltou a defender o voto impresso. Ciente das fragilidades, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já estuda novas medidas.

“Eu prefiro o papel. O papel não tem como, acoplado ao eletrônico, é uma forma ideal de você não ter fraudes em eleições. Mas, por telefone, eu não sei como seria, desconheço. Agora, se for o cara votar no dia das eleições pode um do lado comprar o voto dele e ele vota na hora”, respondeu, após questionamento de um apoiador sobre estudos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para implementar votação on-line, pelo celular ou computador.