Bolsonaro diz que vetará quarentena eleitoral para militares e juízes caso ela seja aprovada pelo Congresso

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou hoje, na sua live semanal, que vai vetar a quarentena eleitoral para juízes e policiais militares, caso ela seja aprovada pelo Congresso. Para Bolsonaro, a medida quer “alijar os militares de maneira geral da política”.

“Um absurdo, espero que o Senado não aprove isso daí. Se o cara sai da cadeia, pode ser candidato à Presidência da República, e você, militar da ativa, não pode ser candidato a vereador. Se passar no Senado, e acho que não passa, obviamente, a gente veta”, disse ele durante a live semanal.

Ontem, a Câmara recolocou no projeto da reforma eleitoral a emenda que prevê que juízes, membros do Ministério Público, policiais federais, rodoviários federais, policiais civis, guardas municipais, militares e policiais militares tenham que ficar quatro anos longe do cargo antes de concorrerem às eleições. A medida ainda será analisada pelos senadores.

Caso a quarentena eleitoral já estivesse em vigor em 2018, mais de 70 deputados federais e estaduais que foram eleitos com alguma patente militar seriam barrados. O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) também não poderia concorrer.terra Brasil