BRASIL – CHARGISTA DE PROVAS IDEOLÓGICAS DO COLÉGIO MARISTA É MONITORADO PELO PENTÁGONO E FAZ VÍDEO IRRITADO COM REPERCUSSÃO

O chargista das polêmicas ilustrações do Colégio Marista, em Natal, Carlos Latuff, gravou um vídeo irritado com a repercussão que a imagem de um porco fardado como policial, produzida por Latuff, nas avaliações da instituição. Fato pouco divulgado sobre o chargista, é que Carlos é monitorado pelo Pentágono, dos Estados Unidos, por conta de seu conteúdo de “resistência” iraquiana, palestina, zapatista.

As investigações de 2008, no governo George W. Bush. Publicações utilizadas por grupos antissemitas causaram desconfortos também com grupos de Israel. Em entrevista ao G1, em 2013, o chargista afirmou que não se importava com as apropriações das imagens e disse que qualquer pessoa pode se apropriar.

“Imagens podem ser apropriadas por qualquer um”, comentou.

Além das imagens repudiadas pelos policiais, Carlos Latuff também teve desenhos que ilustram policiais sendo racistas e Bolsonaro com uma motosserra, como se o presidente estivesse desmatando o Brasil.

Sobre o monitoramento do pentágono, o chargista disse ao G1 que era bom ter a “audiência” do governo Norte-americano.

“Vivemos na era do Grande Irmão, onde tudo é monitorado. Normal. Bom saber que tenho uma audiência no Pentágono”, explicou.