Conselho de Ética da Alesp aprova suspensão não remunerada por 4 meses de deputado que assediou colega durante sessão

O Conselho de Ética da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) aprovou nesta sexta-feira (5) a suspensão do mandato do deputado Fernando Cury (Cidadania) por quatro meses, no processo em que a deputada Isa Penna (PSOL) o acusa de importunação sexual.

A decisão prevê que o parlamentar não seja remunerado durante o afastamento. A deputada pediu a cassação do mandato do colega após uma câmera da Casa registrar o parlamentar passando a mão no seio dela.

Na próxima etapa, o processo segue para a Mesa Diretora da Alesp, que vai encaminhar o caso ao Plenário. Os deputados podem ou não ratificar a decisão do conselho.

Em nota, a deputada repudiou o resultado: “A sessão da Alesp foi um tapa na cara de todas as mulheres, mas vai ter volta, no plenário agora ninguém vai me calar”.