“Estávamos à beira do socialismo”, diz Bolsonaro em discurso na ONU

O presidente Jair Bolsonaro foi o primeiro chefe de Estado a falar na abertura da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova Iorque, nesta terça-feira, 21. Em um pronunciamento no qual abordou uma série de temas, da pandemia de covid-19 ao meio ambiente, da corrupção à recuperação econômica, Bolsonaro afirmou que “o Brasil vive novos tempos”.

“Venho aqui mostrar o Brasil diferente daquilo publicado em jornais ou visto em televisões. O Brasil mudou, e muito, depois que assumimos o governo em janeiro de 2019”, disse o presidente logo no início do pronunciamento. “Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo.”

Segundo Bolsonaro, sua vitória nas eleições de 2018 representou a interrupção de um projeto socialista no país. “Estávamos à beira do socialismo. Nossas estatais davam prejuízo de bilhões de dólares no passado e hoje são lucrativas. Apresento agora um novo Brasil, com sua credibilidade recuperada perante o mundo”, afirmou.terra Brasil