Filho do presidente da Argentina, afirma que vai mudar documentos para ser identificado com gênero não binário

Alberto Fernández aprovou nesta semana uma lei que permite que as pessoas optem por ‘X’ na categoria de gênero dos documentos.

Dyhzy, filho do presidente Alberto Fernández, da Argentina, disse em uma rede social que vai optar pela alternativa X no gênero de seus documentos, que indica que passará a se identificar como pessoa não binária.

 

Um decreto presidencial publicado no país na quarta-feira (21) passa a admitir o registro de pessoas não binárias – que não se identificam com os gêneros masculino e feminino.

Além dos dois gêneros, será possível selecionar a opção X no documento.

Dyhzy também deverá alterar o nome em seus documentos, em que aparece como Estanislao: “Nunca na minha vida eu me senti identificado com esse nome”, afirmou, segundo o jornal “Perfil”. Terra Brasil