Prefeito decreta lockdown, tem esposa flagrada em festa e manda polícia prendê-la

Na última semana, um prefeito de Illinois, nos EUA, reforçou à população o pedido para que esta ficasse em casa e evitasse aglomeração. Ele também instruiu a polícia a acabar com qualquer reunião pública ou privada, independente do número de pessoas desde que ocorra fora de uma residência. Menos de 48 horas após o pedido, a polícia interrompeu uma festa na cidade governada por Brant Walker e encontrou a esposa do prefeito no evento.

O prefeito disse que a polícia o informou nesta segunda-feira (5) que a festa acontecia em um bar, por volta de 1h da manhã, no domingo, e que sua esposa estava presente.

“Instruí o chefe de polícia a tratá-la como trataria qualquer cidadão que viole a ordem do ‘fique em casa’ e a garantir que ela não recebesse tratamento especial”, disse Walker.

O caso ocorreu na cidade de Alton. O bar em questão já havia sido denunciado por continuar funcionando normalmente nos fins de semana, mesmo durante a imposição do lockdown.

A polícia de Alton confirmou à rede CNN que os policiais emitiram uma queixa criminal por “conduta imprudente”, uma acusação punível com até 364 dias de prisão e/ou multa de 2.500 dólares a todos que se reuniram no bar.

“Minha esposa é uma adulta capaz de tomar suas próprias decisões e, neste caso, ela exibiu uma impressionante falta de julgamento. Ela agora enfrenta as mesmas consequências, por sua decisão imprudente, que os outros indivíduos que optaram por violar a ordem de ficar em casa durante este incidente”, declarou o prefeito.

Walker também disse ter ficado envergonhado pelo ocorrido e pediu desculpas.

“Estou envergonhado por este incidente e peço desculpas aos cidadãos de Alton por qualquer constrangimento que este incidente possa causar à nossa cidade”, disse o prefeito.

O município de Alton tem uma população de 26.528 habitantes, de acordo com estimativas do Censo dos Estados Unidos.