Início Destaque Maior operação de combate ao tráfico do Brasil apreende 153kg de drogas...

Maior operação de combate ao tráfico do Brasil apreende 153kg de drogas no RN

Mais de 535 toneladas de drogas foram apreendidas na Operação Narco Brasil, que aconteceu durante o mês de junho, em todos os estados e no Distrito Federal. A quantidade representa cerca de 745kg de entorpecentes retirados de circulação a cada hora no país. A ação inédita é coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria de Operações Integradas (Seopi), e foi realizada pelas Polícias Civis e Militares de todas as unidades da federação.

No Rio Grande do Norte, foram apreendidos 153 kg de drogas, 27 armas e 1.333 munições também foram apreendidas, além de 57 prisões em flagrante.

“É a maior operação já feita no combate ao tráfico de drogas no Brasil com a integração das polícias civis e militares dos estados. Sabemos que a descapitalização do crime organizado é fundamental para o enfraquecimento dessas facções. Esse é o objetivo da nossa gestão”, afirmou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres.

O cerco fechado ao crime organizado também resultou na prisão de mais de 12 mil criminosos no País, apreensão de mais de 4 mil armas, 3.970 veículos, confisco de quase R$ 6 milhões e 486 toneladas de drogas incineradas.

“O fortalecimento de uma atuação conjunta com os estados trará, cada vez mais, resultados positivos no combate a este tipo de crime. O trabalho integrado é primordial para prevenir e desarticular grupos criminosos”, destaca o secretário de Operações Integradas, Alfredo Carrijo.

A operação também foi feita em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e Secretarias de Segurança Pública dos estados.

Consolidação das operações integradas

Em reunião nesta quarta-feira 30, o Conselho Nacional de Segurança Pública e Defesa Social aprovou recomendação de realização de operações conjuntas anuais coordenadas pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seopi) para combater crimes contra grupos de vulneráveis.

Com informações do Agora RN