Mesmo vacinada, professora de Ceilândia morre por covid-19 aos 47 anos

Cleudiliz da Cruz Rodrigues de Oliveira dava aulas de Atividades na sala de leitura da Escola Classe 18 de Ceilândia. Ela deixa o marido e uma filha de 6 anos

CORONAVÍRUS

Cleudiliz da Cruz Rodrigues de Oliveira morreu aos 47 anos – (crédito: Sinpro-DF/Divulgação)

A comunidade escolar do Distrito Federal perdeu mais uma professora para a covid-19. Cleudiliz da Cruz Rodrigues de Oliveira, 47 anos, morreu em decorrência da doença mesmo depois de ter recebido as duas doses da vacina contra o novo coronavírus.

A docente dava aulas de Atividades na sala de leitura da Escola Classe 18 de Ceilândia. Segundo o Sindicato dos Professores do Distrito Federal (Sinpro-DF), Cleudiliz adoeceu após o retorno presencial das aulas na rede pública. “Infelizmente, nem todos os que a cercavam estavam imunizados, e ela acabou sendo vitimizada por essa terrível doença”, destacou o sindicato.

Em nota oficial, a entidade lamentou a morte da professora e a homenageou. “Mesmo com as restrições causadas pelos prejuízos na voz, Cleudiliz se dedicava de corpo e alma à escola por acreditar que poderia fazer a diferença através da Educação. Ela de fato fez. Participava de assembleias e piquetes, e lutava com amor por um mundo melhor.” Cleudiliz deixa o esposo e uma filha, de 6 anos. Correio brasiliense