Novo decano do STF, Gilmar Mendes sai em defesa do atual sistema político e do diálogo

Com a aposentadoria de Marco Aurélio, o ministro Gilmar Mendes se tornará o integrante mais antigo do STF (Supremo Tribunal Federal) e assumirá o posto de decano da corte.

Caso fique no tribunal até atingir 75 anos, idade limite para se aposentar, Gilmar desempenhará o papel por nove anos e meio, até dezembro de 2030. O magistrado afirma que assume a função em um período crítico do país, mas diz acreditar que essa fase será superada.

“Temos passado por situações críticas, mas temos sabido dialogar, os vários integrantes do tribunal têm dialogado com setores envolvidos e temos que prosseguir. Eu sempre procurei ter bom diálogo com o sistema político como um todo e sempre entendi a necessidade de valorar o sistema político. Eles são os grandes construtores e mantenedores da democracia como nós a conhecemos”, disse. Com informações da agência de notícias Folhapress.