Pix só perde para o cartão na preferência dos brasileiros

Foto: Hamilton Ferrari/Poder360 (20.mai.2021)

O Pix, sistema de pagamentos instantâneos lançado em novembro pelo BC (Banco Central), só perde para os cartões na preferência dos brasileiros. A informação é da autoridade monetária.

Segundo dados publicados nesta quinta-feira (17) pelo BC, o Pix foi usado em 869,6 milhões de pagamentos no 1º trimestre de 2021. O dado supera todas as operações realizadas por meio de TED, DOC e cheque no período – 445,9 milhões, ao todo.

Com isso, o Pix só ficou atrás dos cartões em volume de pagamentos. O BC contabilizou 3,1 bilhões de pagamentos com cartão de crédito no 1º trimestre de 2021, além de 2,9 bilhões de pagamentos com cartão de débito e 1,4 bilhão de pagamentos com cartão pré-pago.

Os dados do BC também mostram, contudo, que o uso do Pix disparou 388% no 1º trimestre, na comparação com o 4º trimestre de 2020. Já o uso dos cartões caiu 1,6% no período, considerando o acumulado das transações de crédito, débito e pré-pago.

grafico-pix Pix só perde para o cartão na preferência dos brasileiros

O BC ainda não tem os dados de uso dos cartões ao longo de abril e maio, mas mostra que o uso do Pix continuou subindo com velocidade nesse período. O sistema de pagamentos instantâneos brasileiros intermediou 393,8 milhões de pagamentos em março, 500 milhões em abril e 617,8 milhões em maio. Já o uso de boletos, TEDs, DOCS e cheques caiu nesse período.

pix-grafico Pix só perde para o cartão na preferência dos brasileiros

O Pix supera há 2 meses consecutivos todas as operações de boletos, DOCs, TEDs e cheques juntas. O presidente do BC, Roberto Campos Neto, tem dito que a adesão ao sistema de pagamentos instantâneos superou as expectativas da autoridade monetária.

O Pix oferece transferências gratuitas e instantâneas para os consumidores pessoa física e também pode ser usado em pagamentos no varejo. O BC vai ampliar o uso do Pix com ferramentas como o Pix Saque e o Pix Troco. As empresas de cartões também desenvolveram ferramentas de saques com cartão para tentar manter a competitividade com o Pix.

Poder 360