Polícia abre investigação sobre cantora que urinou no rosto de fã em festival nos EUA; Sophia Urista pode pegar até 1 ano de prisão

Foto: reprodução/YouTube

Sophia Urista, vocalista da banda Brass Against, que urinou na boca de um fã agora é investigada pela polícia da Flórida (EUA) que recebeu uma reclamação e vai ter que tentar entender se houve crime ou se foi apenas o mais puro suco de bizarrice. A cena pode ser enquadrada como ato obsceno e levar a um ano de prisão ou multa de US$ 1 mil.

 

A primeira reclamação chegou à polícia pelo Facebook. As informações são do Daytona Bech News-Journal, Loudwire e Daily News. Uma pessoa identificada como Nicole Shields contatou a página das autoridades na rede social e foi orientada a fazer um boletim de ocorrência.

A mulher reclamou que sua filha de 16 anos assistia ao evento e queria saber se a polícia podia fazer algo com a cena bizarra e inesperada que foi presenciada. O site Loudwire, especializado em música, confirma que foi feito um B.O. após esse primeiro contato da pessoa indignada.

Monet