Política “Se deixar furar o teto, a gente paga”, diz Bolsonaro sobre Precatórios

 

Foto: Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta 2ª feira (22.nov.2021) que o governo pagaria todas as dívidas de precatórios caso furasse a regra fiscal do teto de gastos públicos. O chefe do Executivo defendeu a aprovação da PEC (Proposta de Emenda à Constituição) dos Precatórios para parcelar e viabilizar o pagamento das dívidas judiciais da União.

“Pegaram as dívidas desde FHC até agora e botaram na minha conta para pagar imediatamente. Se deixar furar o teto, a gente paga. Não tem problema”, disse em conversa com apoiadores nesta manhã.

A PEC é a aposta do governo para viabilizar o Auxílio Brasil no valor de R$ 400. O texto foi aprovado na Câmara dos Deputados e está em análise no Senado. “[Dívidas] acima de R$ 600 mil [o pagamento] vai ser parcelado”, disse Bolsonaro.

Durante visita em Manana, capital de Bahrein, Bolsonaro afirmou que o governo também estuda dar um reajuste para “todos os servidores federais, sem exceção”, caso a PEC seja aprovada. O presidente não disse de quanto seria o possível aumentp e declarou que os servidores “estão há 2 anos sem reajuste”.

Poder360