POR QUE SERÁ? Para CPI e Globo, governadores e prefeitos puderam adotar protocolos de medicamentos com uso da cloroquina sem problemas, mas Prevent Senior não

Foto: Getty Images

Governadores e prefeitos, inclusive de grandes capitais, que adotaram protocolos de uso de medicamentos com a hidroxicloroquina contra a Covid-19, no primeiro semestre de 2020, principalemente, não serão responsabilizados criminalmente por isso porque na época não havia publicação de estudos comprovando a eficácia, ou não, dos remédios utilizados.

Porém, a Prevent Senior vem sendo massacrada pela mídia, principalmente pela Rede Globo, e ainda virou alvo de investigações pela CPI da Covid no Senado por ter adotado um protocolo de uso de medicamentos, incluindo a cloroquina, para combater o coronavírus no mesmo período que estados e municípios o fizeram no primeiro semestre de 2020.

Estados como Maranhão, Piauí, Ceará, Paraná, Bahia, Santa Catarina, Amazonas, Pará, Minas Gerais, além do Distrito Federal e grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro adotaram protocolos de uso de medicamentos para tratar pacientes infectados pelo coronavírus, utilizando hidroxicloroquina inclusive.

A própria CPI da Covid no Senado isentou governadores e prefeitos de qualquer responsabilidade em relação à adoção de protocolos em razão da ausência de estudos atestando a ineficácia antes do fim do primeiro semestre de 2020. A partir do segundo semestre do ano passado que os estudos apareceram com maior frequência bg