“Quem sair fora, daí eu sou obrigado a combater o cara fora das quatro linhas”, diz Bolsonaro

Na manhã desta segunda-feira (22), o presidenteJair Bolsonaro comentou sobre a proposta de implementação do semipresidencialismo no Brasil, discutida no fórum jurídico de Lisboa e defendido por Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Arthur Lira e Rodrigo Pacheco

 

Questionado por um apoiador na saída do Palácio da Alvorada, Bolsonaro respondeu que pode ter que sair “fora das quatro linhas da Constituição” para combater a ideia.

 

“Tem certas coisas que é tão idiota que não dá nem para discutir. Eu não vou começar a bater boca com ninguém sobre esse assunto. Coisa idiota, idiota. Agora, eu falo que jogo dentro das quatro linhas. Quem sair fora, daí eu sou obrigado a combater o cara fora das quatro linhas.”

Bolsonaro afirmou ainda que teria o poder de “dissolver o Congresso” em um sistema de governo presidencialista.

“Se você for levar ao pé da letra o semipresidencialismo ou outro regime parecido, eu teria poder para dissolver o Congresso. Então não vou começar a discutir. Quem veio primeiro, o ovo ou a galinha? Não vai chegar a lugar nenhum.”

“Por que lançam isso aí? Porque acabou a mamata”, completou Bolsonaro. Terra Brasil