Saúde pública do RN registra menor número de leitos de UTI para Covid desde maio de 2020

O Rio Grande do Norte registrou neste domingo (14) o menor número de leitos de UTI operacionais para atendimento a pacientes com Covid-19 desde maio do ano passado, quando havia uma corrida contra o tempo para aumentar a assistência.

De acordo com os dados do sistema Regula RN, usado para administração dos leitos públicos voltados à Covid-19, o estado tinha 164 leitos em uso ou prontos para serem usados neste domingo (14). O número não leva em conta os leitos bloqueados, que eram 8 na manhã desta segunda (15).

O governo do estado começou a reverter leitos Covid para pacientes de outras doenças em julho deste ano, a partir da redução da demanda. Contratações de leitos também deixaram de ser renovadas.

A última vez em que o estado tinha registrado um número abaixo de 170 leitos foi o dia 23 de maio de 2020 – cerca de dois meses após o início da pandemia. A rede é formada por leitos de hospitais estaduais, municipais e da rede privada contratados pelo SUS.

Já o auge da oferta de leitos aconteceu em junho deste ano. No dia 25 de junho o estado tinha 415 leitos disponíveis. Naquela data, a taxa de ocupação era de 72,2% e houve mais de 50 pedidos de internamento.

Durante a pandemia, por mais de uma vez, o estado chegou a ter fila de espera com mais de 100 pessoas que precisavam de leitos de UTI.

Porém, mesmo com a reversão dos leitos para atendimento a pacientes de outras doenças, a taxa de ocupação se mantém estável. Neste domingo (14), a taxa de ocupação no estado ficou em 51% e ao longo do dia houve 21 solicitações de leitos.

G1