Sesap divulga novo informe epidemiológico das arboviroses no RN; veja casos de dengue, chikungunya e zika vírus

 Foto: Pixabay/Divulgação

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) divulgou nessa segunda-feira (28), o mais recente informe epidemiológico das arboviroses no Rio Grande do Norte, referente ao período compreendido entre a Semana Epidemiológica (SE) 1 até a 24, encerrada em 19 de junho de 2021.

Dengue

Segundo o informe, foram notificados 3.041 casos suspeitos de dengue no RN, dos quais foram confirmados 418 casos, 973 descartados e 2.067 considerados casos prováveis. Entre os casos confirmados, 13 foram de dengue com sinais de alarme e 3 de dengue grave. Um óbito foi confirmado até a Semana Epidemiológica 14.

Com relação aos casos prováveis de dengue, considerando o sexo, no período da SE 1 a 24 de 2021, o informe aponta que o sexo feminino apresentou uma maior concentração dos casos. Já no que se refere à faixa etária, as notificações ocorreram predominantemente na população de 20 a 34 anos de idade.

Chikungunya

Foram notificados no RN, até a Semana Epidemiológica 24, 3.095 casos da doença, sendo 246 confirmados, 303 descartados, sendo 2.792 considerados casos prováveis. Nesse período epidemiológico, não foi confirmado nenhum óbito por chikungunya.

No que diz respeito à distribuição dos casos prováveis de chikungunya, considerando a faixa etária e o sexo, nas semanas epidemiológicas de 1 a 24 de 2021, o informe aponta uma maior concentração de casos notificados em pessoas do sexo feminino e nas faixas etárias de 20 a 34 anos e de 35 a 49 anos de idade.

Zika vírus

No Rio Grande do Norte, em 2021 da semana epidemiológica 01 a 24, foram notificados 239 casos de Zika, sendo 28 confirmados, 107 descartados e 132 considerados casos prováveis. Nenhum óbito foi confirmado nesse período epidemiológico. Foram notificados 44 casos de Zika em gestantes, dado preocupante devido à capacidade do Zika Vírus provocar microcefalia ou alterações no sistema nervoso central do feto gestado.

Quanto à distribuição dos casos prováveis de chikungunya, considerando a faixa etária e o sexo, nas semanas epidemiológicas de 1 a 24 de 2021, o informe aponta uma maior concentração de casos notificados em pessoas do sexo feminino e na faixa etária de 20 a 34 anos.

Prevenção

A Sesap alerta para os cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissores das arboviroses, já que a população desempenha um papel primordial no controle vetorial. São eles:

• Mantenham os quintais livres de possíveis criadouros do mosquito;

• Esfreguem com bucha as vasilhas ou reservatórios de água de seus animais;

• Não coloquem lixo em terrenos baldios;

• Mantenham as caixas d´água sempre tampadas;

• Observem vasos e pratos de plantas que acumulam água parada;

• Observem locais que possam acumular água parada como: bandeja de bebedouros e de geladeiras, ralos, pias e vasos sanitários sem uso;

• Recebam a visita do agente de endemias, aproveitando a oportunidade para tirar possíveis dúvidas;

• Mantenham em local coberto, pneus inservíveis e outros objetos que possam acumular água.