Trump vai à Justiça pela retomada de sua conta no Twitter

 

 

Ex-presidente alega que a empresa foi coagida por integrantes do Congresso dos EUA para que o perfil fosse suspenso da rede

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump recorreu a um juiz federal na Flórida para que sua conta oficial no Twitter seja restaurada. Alegando suposta incitação a atos de violência por parte do republicano, a plataforma baniu o perfil de suas redes em janeiro deste ano.

O pedido de liminar foi apresentado na sexta-feira 1º pelos advogados de Trump em um tribunal distrital. O ex-presidente alega que a empresa foi coagida por integrantes do Congresso dos EUA para que a conta fosse suspensa.

O Twitter e outras plataformas de mídia social baniram Trump depois do episódio da invasão ao Capitólio, no dia 6 de janeiro, por simpatizantes do ex-presidente norte-americano. Segundo as big techs, o republicano incitou a multidão a causar o tumulto no prédio do Congresso.

De acordo com a defesa de Trump, o Twitter “exerce um grau de poder e controle sobre o discurso político neste país que é incomensurável, historicamente sem precedentes e profundamente perigoso para abrir o debate democrático”.folha livre