VÍDEO) Thiago Gagliasso, irmão do global Bruno Gagliasso, detona hipocrisia da classe artística

As celebridades atacam muito o Governo Bolsonaro porque muitas perderam a mamata do dinheiro público e, pior, podem estar devendo, como aponta a lista da Ancine (Agência Nacional do Cinema), que reúne projetos pendentes de prestação de contas. Em entrevista à TV JCO, o produtor cultural Thiago Gagliasso, irmão do global Bruno Gagliasso, criticou duramente a postura dos artistas. Informa a matéria do Jornal da Cidade Online.

“Tem um silêncio enorme na classe artística e uma bomba de 15 mil processos, somando um total de R$ 12 bilhões que nunca foram auditados”, ressaltou o produtor, conhecido por bater de frente com a extrema esquerda em suas redes sociais.

O artista plástico Marco Angeli, que também participou do bate-papo, destacou que a antiga Lei Rouanet (atual Lei Federal de Incentivo à Cultura) em si, não é ruim, mas seu mau uso prejudica a própria cultura.

“Usar para artista que não precisa, quando tem 70%, 80% precisando, é absurdo”, disse Angeli.

Angeli comentou ainda sobre a politização que afetou a classe artística.

Para ele, o artista que não reza na cartilha da patota ideológica da classe esquerdista, “não sobrevive e, se sobrevive, sobrevive na borda, na marginal”, lamentou. Jornal da cidade

Confira: