Bancadas indicam membros para CPI que deverá investigar gastos do governo do RN na pandemia

Oposição terá maioria de membros e presidência da CPI. Já bancada governista na Assembleia deverá ficar com a relatoria. Por G1 RN

As bancadas governista e de oposição na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) indicaram, nesta quarta-feira (30), os nomes dos deputados que deverão compor a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar os gastos do governo estadual na pandemia da Covid-19.

A bancada de oposição terá maioria e indicou os deputados Kelps Lima (Solidariedade), Gustavo Carvalho (PSDB) e Getúlio Rêgo (DEM). Já a bancada governista indicou os deputados Francisco do PT e George Soares (PL).

Segundo Kelps Lima, que lidera o grupo de oposição, a reunião de líderes definiu que o bloco de oposição deverá indicar o presidente da CPI e a bancada do governo ficará com a relatoria.

Já o deputado Francisco do PT afirmou que a oposição só ficou com maioria na CPI, porque o PSD suspendeu os deputados Vivaldo Costa e Jacó Jácome, que são do partido e alinhados ao governo. “Certamente isso será questionado”, afirmou.

A votação da resolução para dar início aos trabalhos da CPI deverá ser votada nesta quinta-feira (1º). Outra CPI que está em andamento na Assembleia do RN é a queinvestiga o contrato de parceria público-privada do estado com a Arena das Dunas.

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira (PSDB), aceitou, no dia 18 de junho, o pedido feito por 10 deputados estaduais para abrir a CPI. Em nota, na ocasião, o governo do estado disse que “recebe com serenidade”. Os deputados deverão analisar a aquisição dos respiradores pelo Consórcio Nordestee a edição dos decretos publicados pelo estado com as medidas sanitárias de combate à pandemia.