Sem recuo: Bolsonaro faz discurso duro à ministros do STF e volta a cobrar voto impresso auditável

Nos últimos dias, o presidente Jair Bolsonaro intensificou críticas a dois ministros do STF, Roberto Barroso, que também é presidente do TSE, e Alexandre de Moraes, relator do inquérito das fake news.

Bolsonaro foi incluído como investigado no controverso inquérito, que já foi classificado como inconstitucional pelo chefe do Executivo.

Ao discursar após participar de “motociata” com apoiadores em Florianópolis, Bolsonaro declarou:

“Quem decide eleições são vocês, não são meia dúzia dentro de uma sala secreta que vai contar e decidir quem ganhou as eleições.” 

O chefe do Executivo acrescentou:

“Não vão ser 1 ou 2 ministros do Supremo Tribunal Federal que vão decidir o destino de uma nação. Quem teve voto, quem tem legitimidade, além do presidente, é o Congresso Nacional.”